Eu, que não amo você

por ajcmrl

Eu tô sentada na beira da cama
De cabeça pra baixo
De roupa no chão
Eu tô me habituando a conversar sozinha
Desculpa, meu bem
Eu gosto por demais dessa minha voz
E desse meu saber
De toda a minha cultura, experiência e sensatez
Mas gosto da sua também
Quando você acorda e fica rouca pra falar de amor
Eu entro no chuveiro
Nessas suas roupas largas
Você viu como sua camisa encaixa de vestido em mim?
Deixa eu me olhar, meu bem
Me admirar e aceitar que eu tô aqui pela vontade que é minha
Só minha e de mais ninguém
Eu tenho pernas de desejo escancarado
Na hora em que te vejo
Até quando eu me deito acreditando que você não é pra mim
Que ninguém jamais será pra mim
Tiro tudo novamente
Bem, eu não preciso dos botões
Eu vou manter o silêncio, eu vou sair devagar
Não é que eu não me importo
Não fique assim, meu bem
Assim como esse seu lençol bonito e amassado
As coisas que a gente vive precisam passar
Me deixa colocar os fones e seguir pra uma rua qualquer
Blasé, você sabe como eu sou
Eu, que não amo você.

Anúncios